Podcast: O impacto do coronavirus em inovação

Matt Moberg, do Franklin Equity Group, explora o investimento em ações no âmbito do coronavírus – com um olho na inovação. No nosso último podcast “Talking Markets”, ele compartilha suas perspectivas para os setores de tecnologia e biotecnologia à luz da recente incerteza do mercado.

Anfitrião: Olá e sejam bem-vindos ao Talking Markets: perspectivas exclusivas e únicas da Franklin Templeton

Neste episódio: o impacto da crise do coronavírus nos investimentos em inovação, incluindo como algumas empresas estão se tornando mais valiosas a curto prazo no ambiente atual. Aqui estamos com Matt Moberg, gestor do Franklin Equity Group, falando com Renee Anderson.

Renee Anderson: O mercado tem digerido muita incerteza ao longo dos últimos meses. Qual é a sua perspectiva daqui para frente?

Matt Moberg: Temos uma visão de longo prazo sobre a economia e acreditamos que ainda estamos no meio da quarta revolução industrial. Quando comparamos as mudanças na economia decorrentes da Covid-19 e o longo arco de mudança da inovação que está acontecendo, do nosso ponto de vista e pensamentos sobre isso no longo prazo, a Covid-19 poderá ser uma aceleradora de inovação em muitos casos ou, por uma perspectiva de longo prazo, será irrelevante para as mudanças que estão acontecendo. Assim, na nossa visão, ou ela está impulsionando algumas mudanças e inovações ou não irá alterar o ritmo acelerado em que a inovação continua avançando na economia atual.

Renee Anderson: Com o mercado mostrando sinais de recuperação, você ainda vê vantagem para os investidores agora?

Matt Moberg: Sim, e por algumas razões. A primeira é no longo prazo, onde investir em inovação, especialmente quando ela está se acelerando, é bom para investidores de longo prazo. Todavia, a segunda razão pela qual somos positivos é, agora um pouco mais em uma perspectiva de curto prazo, é que o vírus, em muitos casos, fez avançar a adoção de muitas novas inovações. O dinheiro está fluindo mais rapidamente para vacinas e testes. Ambos requerem uma certa quantidade de, digamos assim, testes genéticos. Existem também impulsionadores em meios de comunicação de vídeo e voz em e-commerce, e todos eles estão realmente indo além das nossas expectativas iniciais devido às mudanças do mercado. Acho que uma coisa que pode ser difícil para os investidores é esse conceito de ancoragem e ancoragem de preços. Muitas dessas empresas, em nossa opinião, podem valer mais do que valiam antes da crise.

Por exemplo, se você estava entregando mercadorias de forma lucrativa e tentando fazer com que seus clientes adotem seus serviços por muitos anos a uma taxa de crescimento de 20% e, em função do vírus, esse crescimento acelerar para uma taxa de 50 ou até 80%, seu negócio pode realmente valer mais devido à crise, apesar dos dados econômicos ruins. Assim, com base neste caso em particular, pode fazer sentido dizer que o valor de uma empresa hoje pode realmente ser maior do que nas altas de fevereiro. E essa empresa pode estar subvalorizada se estiver experienciando mudanças permanentes ou semi-permanentes no comportamento do consumidor.

Isso é apenas um exemplo simples de algumas coisas que estamos vendo no mercado que realmente nos deixam de fato otimistas e nos permitem sentir que ainda estamos encontrando boas oportunidades no mercado.

Renee Anderson: Como investimentos em inovação influenciam como você pensa sobre setores?

Matt Moberg: Uma coisa que tentamos aproveitar ao longo dos anos é o fato de que há erros significativos de classificação, e isso ocorre muitas vezes em setores novos. Alguns exemplos históricos incluem saúde animal, no qual animais de estimação estão tanto na área de saúde quanto no consumo discricionário. O crescimento de cuidados com animais de estimação tem sido um vento de cauda secular por muitos e muitos anos, particularmente no Ocidente – e acreditamos que esse crescimento continuará. Outros dizem que ele entra no setor de saúde. Certamente isso era verdade quando o setor estava se desenvolvendo. Do nosso ponto de vista, tentamos tirar vantagem disso.

Outro exemplo é entre ferramentas de busca e redes sociais. Para nós, essas empresas são empresas de mídia, uma vez que mais de 90% de sua receita vem de publicidade. Muitos as veem como empresas de tecnologia. Do nosso ponto de vista, somos indiferentes. O que pensamos, porém, é que em ambos os exemplos, o dinheiro vem da discricionalidade do consumidor ou da publicidade. Assim, pensamos nessas empresas de forma holística e percebemos que, às vezes, as agências de classificação pode adotar classificações erradas. Isso é algo que tentamos usar a nosso favor.

Renee Anderson: E quanto a sua localização perto do Vale do Silício e o valor que isso traz?

Matt Moberg: Do nosso ponto de vista, existe uma mentalidade no Vale do Silício de mudança e aceitação da disrupção que realmente abraçamos. E é por esse motivo que pensamos que temos uma vantagem. Certamente, temos conexões com pessoas que sabemos que estão profundamente imersas na cultura do Vale do Silício e que criaram tantos negócios maravilhosos. Estivemos na vanguarda de grande parte das mudanças que ocorreram em nossa economia, e nessa perspectiva, estar localizado no Vale do Silício tem sido uma vantagem. Realmente, a vantagem é uma espécie de mentalidade e, em seguida, as conversas que temos com nossos vizinhos e as pessoas ao nosso redor.

Renee Anderson: Matt Moberg com as suas perspectivas sobre o ambiente de mercado atual e seu impacto no investimento em inovação, bem como suas estratégias de longo prazo. Matt, obrigada pela sua presença.

Anfitrião: E obrigado a você por escutar este episódio de Talking Markets com a Franklin Templeton. Se você quiser escutar mais, visite a nossa biblioteca de episódios anteriores e assine pelo iTunes, Google Play, Spotify ou em qualquer outro grande provedor de podcasts. E esperamos que você se junte a nós em uma próxima vez, quando descobriremos mais perspectivas de nossos profissionais de investimento.

Informações legais importantes

Este material reflete a análise e as opiniões dos autores em 14 de maio de 2020, as quais podem diferir das opiniões de outros gestores e de outras equipes ou plataformas de investimento da Franklin Templeton Investments. Esse material é apenas para fins de interesse geral, não devendo ser considerado como uma consultoria de investimentos, uma recomendação ou uma oferta para comprar, vender ou manter qualquer ativo ou para adotar qualquer estratégia de investimento. Esse material não constitui uma orientação legal ou tributária.

As opiniões e comentários aqui apresentados são do gestor e os comentários, opiniões e análises referem-se à data deste podcast e podem mudar sem prévio aviso. As informações fornecidas neste material não têm como objetivo ser uma análise completa de todos os fatos importantes em relação a qualquer país, região, mercado, indústria, ativo ou estratégia. As declarações provêm de fontes consideradas confiáveis, mas nenhuma representação ou garantia é feita quanto à sua integridade ou precisão.

Dados provenientes de outras fontes podem ter sido usados na preparação deste material e a Franklin Templeton ("FT") não verificou, validou ou auditou, de forma independente, os referidos dados. A FT não tem qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso dessas informações e a confiança nos comentários, opiniões e análises incluídas no material são de exclusivo critério do usuário.

Os produtos, serviços e informações podem não estar disponíveis em todas as jurisdições e são oferecidos fora dos EUA por outras afiliadas da FTI e/ou seus distribuidores, de acordo com as leis e regulamentações locais. Consulte seu próprio consultor profissional para obter mais informações sobre a disponibilidade de produtos e serviços em sua jurisdição.

Emitido nos ESTADOS UNIDOS por Franklin Templeton Distributors, Inc., o principal distribuidor de produtos registrados nos EUA da Franklin Templeton, que estão disponíveis somente nos jurisdições onde uma oferta ou uma solicitação de tais produtos são permitidos sob leis e a regulamentação aplicáveis. Emitido por Franklin Templeton fora dos EUA.

CFA® e Chartered Financial Analyst® são marcas registradas de propriedade do CFA Institute.

Quais são os riscos?

Todos os investimentos envolvem riscos, inclusive de perda de principal. Os preços das ações oscilam, às vezes de forma rápida e dramática, devido a fatores que afetam empresas específicas, indústrias ou setores em particular, ou as condições gerais de mercado. A indústria de tecnologia pode ser significativamente afetada pela obsolescência da tecnologia existente, ciclos curtos de produtos, preços e lucros em queda, concorrência de novos entrantes no mercado, bem como condições econômicas gerais. Investimentos em indústrias de rápido crescimento, como os setores de tecnologia e saúde (historicamente voláteis) podem resultar em aumento da flutuação dos preços, especialmente no curto prazo, devido ao ritmo acelerado de mudança e desenvolvimento de produtos e mudanças na regulação governamental de empresas que enfatizam o avanço científico ou tecnológico ou aprovação regulatória para novos medicamentos e instrumentos médicos.

Este site não se destina a residentes dos Estados Unidos.

ESTE MATERIAL FOI PREPARADO POR OUTRA EMPRESA DE GESTÃO, LIGADA À FRANKLIN TEMPLETON INVESTIMENTOS BRASIL (FTIB), MAS CONSTITUÍDA DE FORMA INDEPENDENTE. AS OPINIÕES AQUI EXPRESSAS NÃO NECESSARIAMENTE REFLETEM AS DA EQUIPE DE GESTÃO DE INVESTIMENTOS DA FTIB.

Este material é meramente informativo e não deve ser considerado como recomendação de investimento ou oferta para a aquisição de cotas de fundos ou outros investimentos, nem deve servir como única base para tomada de decisões de investimento.

A Franklin Templeton Investimentos Brasil não realiza a distribuição ou venda de cotas de Fundo. Se você tiver qualquer dúvida sobre a forma de aquisição de cotas, procure um distribuidor habilitado.

A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor de crédito – FGC. Leia o regulamento antes de investir. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura.